Como calcular o juros de financiamento do meu carro

Para descobrir exatamente o valor da taxa, vou te ensinar como calcular o valor dos juros de financiamentos. Desta forma, é possível conferir imediatamente se a taxa de juros que o vendedor ofereceu bate com a realidade.

Digamos que um comprador procura um veículo de 40 mil reais. Numa garagem, o vendedor informa uma taxa de 20% de entrada, que neste caso, é R$ 8 mil. O restante, então, terá que ser parcelado em 60 vezes de R$ 812,59. Então, chega o momento de questionar o valor da taxa de juros. O problema é saber se o valor repassado pelo vendedor está correto.

Como funciona?

Confira as funções da HP 12C que você vai utilizar:

CHS -> Muda o sinal
Enter -> Introduz números, separa números
PV -> Calcula e armazena o valor atual (fluxo inicial)
n -> Calcula e armazena o número de perídos
PMT -> Calcula e armazena o Pagamento Periódico (prestação)
i -> Calcula e armazena a taxa de juros por período

E pra ter certeza sobre isso, primeiro, você precisa de uma calculadora HP. Se não tiver, basta baixar o aplicativo “HP 12 C” no seu smartphone. Então, você deve considerar o preço total do veículo que pretende financiar. Neste caso, para ilustrar vamos usar o valor de R$ 40 mil reais, com 20% de entrada (8 mil). O cálculo, então, é o seguinte:

40.000,00 -> ENTER -> 8.000,00 -> (-)
CHS -> PV -> 60 -> n -> 812,59 -> PMT

i = 1,50

Este resultado é a taxa percentual exata que você vai pagar por mês pelo financiamento de um veículo 40 mil (com entrada de 20%). No entanto, você pode adaptar esta mesma fórmula a qualquer valor; a sequência é sempre a mesma, basta alterar as variáveis.

Por exemplo:
Se você quiser financiar os mesmos R$ 40 mil, mas sem entrada, e o vendedor oferecer uma proposta de 60 parcelas de R$ 1.095, a taxa de juros será diferente. E pra descobrir esse valor, a sequência então fica da seguinte forma:

40.000,00 > ENTER
CHS -> PV -> 60 -> n -> 1.095,68 -> PMT

i = 1,80

Ou seja, você pagará a taxa de 1,8% ao mês se financiar R$ 40 mil sem entrada. Também existe uma segunda ferramenta bastante intuitiva pra quem considera estes cálculos muito complicados, que não conseguiu alcançar o resultado correto, ou, ainda, que quer conferir a resposta.

Basta acessar a Calculadora do Cidadão, disponibilizada pelo Banco Central do Brasil e digitar os valores.

Com essas alternativas, certamente ficará muito mais difícil cair em armadilhas ao fazer qualquer financiamento. Portanto, salve estes cálculos e faça bom proveito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *